sexta-feira, 19 de abril de 2013

Sonda espacial Kepler da NASA descobre três planetas habitáveis como a Terra


A sonda Kepler descobriu recentemente três planetas possivelmente habitáveis como a Terra (NASA)
Astrônomos da equipe Kepler da NASA descobriram três novos planetas em zonas habitáveis de dois sistemas estelares diferentes, que têm tamanho similar à Terra e considera-se que sejam rochosos.
Um desses planetas habitáveis pertence ao sistema estelar Kepler-69, a cerca de 2.700 anos-luz da Terra, na constelação do Cisne. Sua estrela é 93% o tamanho do Sol e 80% mais brilhante. Ela pertence à mesma classe de tipo-G e conta com dois planetas descobertos até o momento.
O planeta Kepler-69c é 70% maior do que a Terra e é o menor encontrado na zona habitável de uma estrela semelhante ao Sol, segundo a NASA.
“Os astrônomos não tem certeza da composição de Kepler-69c, mas sua órbita de 242 dias em torno de uma estrela similar ao Sol assemelha-o a nosso planeta vizinho Vênus”, diz a NASA.
Seu planeta companheiro, o Kepler-69b, é mais de duas vezes o tamanho da Terra e está “vibrando” próximo de sua estrela numa órbita de apenas 13 dias.
Tamanhos relativos dos planetas habitáveis descobertos, comparados com a Terra e o planeta 22b identificado previamente pelos astrônomos. (Esquerda-direita) Kepler-22b, Kepler-69c, Kepler-62e, Kepler-62f e a Terra. Exceto a imagem da Terra, os outros são interpretações artísticas (Ames/NASA/JPL-Caltech)
Os outros dois mundos “habitáveis” recém-descobertos, Kepler-62f e Kepler-62e, pertencem ao sistema Kepler-62, um sistema de cinco planetas a cerca de 1.200 anos-luz da Terra, na constelação da Lira. Sua estrela é do tipo anã K2, mede apenas dois terços do tamanho do Sol e possui cerca de um quinto do brilho de nossa estrela.
Kepler-62f orbita a cada 267 dias e é 40% maior do que a Terra, de modo que “é o menor exoplaneta conhecido na zona habitável de uma estrela”, segundo a NASA.
Seu tamanho é conhecido, mas sua massa e composição não são, esclarece a agência espacial norte-americana, no entanto, com base nas descobertas de exoplanetas anteriores, de tamanho similar, ele seria de tipo rochoso.
Kepler-62e, orbita a cada 122 dias na borda interna da zona habitável e é cerca de 60% maior do que a Terra.
A sonda Kepler descobriu recentemente três planetas possivelmente habitáveis como a Terra (NASA)
Estes dois planetas que orbitam a estrela Kepler-62 têm três companheiros – Kepler-62b, Kepler-62c e Kepler-62d – que giram mais próximos de sua estrela. Dois são maiores do que a Terra e um é do tamanho de Marte. Suas órbitas são de 5, 12 e 18 dias, respectivamente. Eles são muito quentes e inóspitos para a vida como a conhecemos, informou a NASA.
O telescópio encontrado na nave espacial Kepler mede continuamente o brilho de mais de 150 mil estrelas em busca de mundos habitáveis para os seres humanos.
“A descoberta destes planetas rochosos na zona habitável nos leva um passo mais perto de encontrarmos um lugar como lar”, disse John Grunsfeld, administrador-associado da Diretoria de Missões Científicas na sede da NASA em Washington.
“É apenas uma questão de tempo até confirmarmos se a galáxia é o lugar de uma multiplicidade de planetas como a Terra ou se somos uma raridade.”
A sonda Kepler descobriu recentemente três planetas possivelmente habitáveis como a Terra (NASA)
FONTE: epochtimes

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário

parcerias